//Perfil





//Links
- UOL - O melhor conteúdo
- BOL - E-mail grátis



//Votação

- Dê uma nota para o meu blog
- Indique este blog


//Contador

//Histórico

- 13/01/2008 a 19/01/2008

- 06/01/2008 a 12/01/2008

//Créditos




Dia 28 de dezembro de 2007 - descanso e balada na noite carioca

Não saí de casa durante o dia. Eu estava extremamente cansada e o calor me desanimava a enfrentar a tarde suuuuuuper quente. Preferi tomar um banho gelado e me jogar ao descanso. A tarde o Paulo foi até o bairro da Tijuca, na casa do Adriano Giffoni, um super baixista que nós somos muito fãs. um cara muito talentoso!

A noite tínhamos combinado de ir para Copacabana, chacoalhar o esqueleto na boate "The Office". Boatezinha legal, preços na média numa boate... comemos, bebemos, dançamos, rimos... Até que foi bem divertido! Rimos muito porque eu e Paulo, após a meia noite, estariamos no dia em que comemoramos um ano de casados... e o Paulo soltou aquelas famosas "pérolas": "Quando é mesmo, amor, nosso aniversário de casamento? Hoje?!!!" e outra... "Durou um ano, amor?"... aff... Eu só perdoo porque sei que não é por maldade... é por leseira mesmo! Ganhamos até um "parabéns pra vc" com velinha enfiada na laranja do guaraná antártica! hahahaha

De lá fomos para o famoso bairro boêmio da Lapa. Chegando lá, tivemos impressão ruim: Muito tumultuado, muito muvuquento, molecada fubenta. Tinha para todos os gostos ruins: boates do mais pavoroso funk, escolas de samba, distribuidoras de bebida barata, enfim, muitas opções ruins. E não vi nada que agradasse ao meu gosto, nem do Paulo. Mas, nos divertimos com o nosso pessoal: Nezi, Felipe, Camila, o namorado da Camila (achoq ue o nome dele é Rodrigo),  Carol "Pit bull" kkkk e o "pra sempre" da Carol (acho que o nome dele é Marcelo). Tiramos muitas fotinhas legais...

Os arcos são legais, tem um visual bacana e tudo, mas não sei porque eu imaginava eles muito mais altos... e limpos! Como a maioria dos locais que eu vi por aqui, precisam de limpeza, de lixeiras espalhadas e de consciência turística por parte da população. Gente, cidade turística tem que ser limpa! Ponto turístico tem que ser limpooooooooo!!! De lá dá pra ver a Catedral Metropolitana que eu procurei tanto! Realmente, morrmos na praia quando andamos pelo centro da cidade em busca da Lapa perdida, no dia anterior...



- Postado por: Elizabeth Maia às 21h33
[ ] [ envie esta mensagem ]






Genteeeeeeeee!!! Olha que chique a minha irmã no You tube cantando música dela!



- Postado por: Elizabeth Maia às 14h34
[ ] [ envie esta mensagem ]






Dia 27 de dezembro de 2007 - Dia CULT!

Oi Gente! Nesse dia resolemos fazer um roteiro com museus, centros culturais, prédios antigos, igrejas e etc. Eu adoro esse tipo de roteiro porque eles são uma ótima maneira de conhecer a história local, e entrar em contato com a cultura da população. Para conhecer os locias clique sobre o nome. Passeamos bastante no centro do RIo, e conhecemos:

  1. Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN) - um dos últimos imóveis comerciais edificados após o Concurso de Fachadas realizado pelo prefeito Pereira Passos, no início do século XX, para construir a Avenida Central (atual Rio Branco). Inaugurado em 1908 (um século!!!), tombado pelo Iphan em 1978, abriga a charmosa Livraria da Travessa e o Bazzar Café). Funciona bem no início da Avenida rio Branco, nº 46. É um prédio com função administrativa mas possui uma pequena sala de exposições no piso térreo (única parte do prédio aberta ao público). Vimos a exposição "Fragmentos: a história dos jesuítas a partir da Arqueologia", que reconstruía a cultura e o cotidiano dos primeiros jesuítas e suas missões no Brasil. O foco da exposição pode se resumir em uma frase: "do caco se faz história", que eu retirei de um quadro onde informava ao visitante como a cultura material reflete a cultura imaterial a partir de registros diversos, como uma partitura, um prato, um vasilhame, uma escultura religiosa e etc. Belo trabalho;
  2. Centro Cultural Banco do Brasil - Seguindo pela Av. Rio Branco, em direção à Cinelândia, na esquerda, você avista a Igreja da Candelária (vamos já já comentar sobre ela), e no fundo da Praça Pio X você encontra o CCBB Rio. Um prédio belíssimo por dentro e por fora. Vimos a exposição "Lusa: A Matriz Portuguesa" que contava a vida e a história de Portugal, desde a pré-história até as grandes navegações. A fomação do povo português, as lutas pelo território, a influência dos celtas, a convivência "harmônica" entre as comunidades cristã, judaica e islãmica, tudo isso gravado pra sempre na história e recontado aos brasileiros através de estátuas, joias, mapas, instrumentos científicos, lápides funerárias, e etc. Exposição muito bonita. Fez meus olhinhos brilharem! Sem falar no lugar, que é muito bonito e o atendimento é de primeira. Ah! Lá também tem a charmosíssima Livraria da Travessa, com todos aqueles livros de Arte e de Fotografia, Música, Turismo e muita coisa legal. Os preços são bem salgados mas, só o clima do lugar já vale a visita: gente bonita e descolada! Mas, nesa livraria compramos um Guia Turístico do Rio de Janeiro que foi uma verdadeira "mão na roda" para as nossas andanças na cidade maravilhosa! Foram os R$ 10,00 mais bem gastos da viagem! Usamos tanto o bichinho que ele voltou pra lá de surrado;
  3. Igreja de Nossa Senhora da Candelária - no final da movimentada avenida Presidente Vargas - uma igreja belíssima! Muuuuito mais bonita que as igrejas de Salvador que nós visitamos! O que mais me chamou atenção foram os lindos vitrais em cores vivas bem na entrada da igreja e a sua cúpula toda de pedra. Vale a pena visitar. Ah! Nada nas redondezas lembra a terrível chacina de meninos de rua que ocorreu lá há alguns anos atrás e eu fico triste, porque se fossem pessoas ricas a morrer ali já teriam erguido um belo memorial.
  4. Casa França-Brasil - ao lado do CCBB - Eu fui numa exposição nesse lugar, mas eu achei bem "mal montada". Não tinha um folder, não tinha um guia, não tinha placas, se a exposição tinha nome eu não saquei. O artista era o Carlos Araújo, e ao que me parece ele retratava citações da Bíblia com a pintura. Enfim, me perdoe a ignorância mas, eu não entendi nada... pula essa parte! Saindo do nosso "eixo de segurança", nosso ponto de referência que era a avenida Rio Branco, fomos em direção à Praça XV de Novembro, e visitamos o
  5. Palácio Tiradentes  - (Rua Primeiro de Março, s/nº Centro - um núcleo da memória política carioca e fluminense), com exposição permanente sobre o Parlamento Brasileiro (só o lugar já vale a visita!).
  6. Paço Imperial - é um prédio construído em 1743 e que foi usado como casa dos Vice-Reis do Brasil. Lá também foi sede do Reinado e do Império, já foi sede dos Correios e Telégrafos. Foi tombado pelo Iphan em 1938. No primeiro andar tem a Biblioteca Paulo Santos. No térreo tem uma lojinha de cds, restaurante, cafeteria e etc, tudo muito arrumadinho e charmosinho, e muito caro também! Ótimo para turistas estrangeiros desavisados. Nesse lugar visitamos a exposição "A imagem do som do samba". A proposta é ótima: cada artista recebe uma música e tem que fazer uma pintura, ou escultura, ou fotografia ou outra instalação que fale sobre aquela letra. Muuuuuuito bacana. Uma das mais bacanas que eu já vi. O curador dessa exposição já tinha feito outras versões da mesma, mas com outros estilos musicais. tudo com cobertura e patrocínio do Multi Show.

Seguindo pela Avenida rio Branco, rumo à cinelândia, passamos em frente ao Museu de Belas Artes, Teatro Municipal e Biblioteca Nacional (eu tava doidinha pra entrar em todos eles, mas não me programei e lá tem que ser tudo agendado. Por isso, se for, programe-se!). A intenção era descer caminhando até a Lapa, para conhecer os famosos arcos. Quando chegamos na famosa (e horripilante) Cinelândia, o cansaço, a fome e o medo dos trombadinhas nos fizeram desistir de chegar à Lapa... e nem sabíamos que estávamos morrendo na praia, e que se agente espirrasse estaríamos debaixo do arco... Após uma breve 'abastecida' no Bob's voltamos para a casa da tia Laís.

Esse site tema lgumas fotos legais ddos locais que eu acabei de falar: http://www.marcillio.com/rio/encepvca.html



- Postado por: Elizabeth Maia às 22h36
[ ] [ envie esta mensagem ]






Dia 26 de dezembro de 2007 - Barra da tijuca

Fomos para a praia, finalmente!!!  A praia da Barra da Tijuca estava beem sossegada. Muito bonita, tranquila e, ao contrário de Salvador, os vendedores não ficam no teu pé o tempo todo. Uma dica é não armar a barraca perto de onde os ônibus passam porque fica muito cheio e um pouco perigoso. De lá vimos a Pedra da Gávea.

Passamos pela famosa favela "Cidade de Deus" e eu fiquei impressionada: de fora, de onde eu passei, é bem mais arrumadinha do que nós esperávamos. Também passamos pela "Vila Panamericana" onde os atletas do Pan ficaram hospedados. Talvez eu esteja enganada mas, dá uma sensação de que a obra ficou pela metade... um sentimento de coisa mal feita, mal acabada e mal administrada. Sem falar no cheiro horrível permanente do local, com aquelas valas a céu aberto. Uma pena pensar que milhares de pessoas podem ter levado essa mesma impressão para fora do nosso país.



- Postado por: Elizabeth Maia às 02h13
[ ] [ envie esta mensagem ]






Dias 24 e 25 de dezembro de 2007 - no clima do "jingle bells"

Ficamos de molho em casa (de novo!) e eu pude conhecer / rever a maioria das pessoas da família do meu maridinho. Família é tudo igual, só muda o endereço: muita comida e muito barulho! Achei bem parecido com os Natais em Manaus, na casa da minha avó. Senti falta da casa da minha infância, das minhas tias, dos primos "aborrescentes", do churrasco (que alguém sempre deixava passar do ponto), da fome que a gente passava esperando todo mundo chegar pra começar a comilança... Mas, aqui o povo manda muito bem na cozinha.

Bjos



- Postado por: Elizabeth Maia às 02h04
[ ] [ envie esta mensagem ]






Dia 23 de dezembro de 2007 - shortinho?

Acordamos bem tarde, almoçamos e fomos ao "Norte Shopping", eu, Paulo, Nise (prima do Paulo), Felipe (namorado da Nise) e o Leosinho (primo de 2º grau). Nesse dia eu consegui achar uma semelhança entre Rio e Sampa: tudo aqui parece estar muito lotado sempre. Mas, dá pra entender: na véspera de natal seria estranho se o shopping não estivesse lotado, e em qualquer cidade! Uma coisa que eu achei hiper curiosa é que a maioria das vendedoras das lojas no shopping usam shortinhos no trabalho. Muito legal. Acho que num clima daqueles, a melhor roupa é o short mesmo. Aliás, pra onde você vira as mulheres estão de shorts curtinhos. Até eu entrei na onda e comprei um pra "entrar no clima" despojado da cidade!

Já estava meio frustrada porque até agora não tínhamos visto todos aqueles lugares bonitos e aquela gente bonita que eu esperava ver...

A noite, assistimos dvds (um do Forroçacana - muito 10! - e o do Lulu Santos, ambos mais que recomendados, imperdíveis!), tomamos caipiroska de kiwi, comemos bolinhos de bacalhau, papeamos muito, rimos muito. Uma curiosidade musical é que o Duane (vocalista do Forroçacana) é casado com a Mariana Aydar (eu já comentei alguma coisa sobre ela, se não me engano, no meu outro blog).

Bem, já ficam três dicas musicais (para conhecer mais clique sobre o nome):

  1. Lulu Santos Ao Vivo MTV;
  2. Forroçacana;
  3. Mariana Aydar.


- Postado por: Elizabeth Maia às 01h49
[ ] [ envie esta mensagem ]